guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Nutrição

Chá-verde brasileiro

Os estudos do chá-verde brasileiro ainda são escassos quando comparados aos realizados com chás-verdes produzidos em outros países. No trabalho “Chá-verde brasileiro (Camellia sinensis var. assamica): efeitos do tempo de infusão, acondicionamento da erva e forma de preparo sobre a eficiência de extração dos bioativos e sobre a estabilidade da bebida” foram avaliados os parâmetros sólidos solúveis e compostos fenólicos extraídos, bem como as propriedades antioxidantes da bebida. Os dados evidenciam que o uso da erva a granel sob agitação e tempo de infusão de cinco minutos foi a condição mais propícia para a extração dos bioativos. As bebidas obtidas foram estáveis por 24 horas em temperatura ambiente e em geladeira, visto não terem sido detectadas redução das propriedades antioxidantes e variações significativas dos seus principais bioativos. O estudo foi realizado por Márcia Fernandes Nishiyama, Maria Aparecida Ferreira Costa, Andréa Miura da Costa, Cristina Giatti Marques de Souza, Cinthia Gandolfi Bôer, Cissa Kelmer Bracht e Rosane Marina Peralta, da Universidade Estadual de Maringá.

Ciência e Tecnologia de Alimentos – vol. 30 – supl. 1 – Campinas – mai. 2010

Link para o artigo

Republicar