guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Computadores a laser

A fabricação de computadores ultrarrápidos que usam luz para processar informações, no lugar de elétrons, ganha uma nova possibilidade com a inovação nascida nos laboratórios das universidades de Purdue, Estadual de Norfolk e de Cornell, nos Estados Unidos. Os cientistas conseguiram criar o menor laser do mundo, batizado de spaser, cuja tecnologia é baseada nos chamados circuitos nanofotônicos. Para funcionar, esses circuitos demandam uma fonte de luz que os aparelhos convencionais de laser não conseguem criar por não serem pequenos o suficiente para se integrar aos chips eletrônicos. Os cientistas norte-americanos superaram esse obstáculo utilizando, no lugar dos fótons que produzem luz, nuvens de elétrons conhecidas como plásmons de superfície. Os nanolasers baseados no spasers são esferas de 44 nanômetros (bilionésimos de metro) de diâmetro, sendo que mais de um milhão delas caberiam dentro de um glóbulo vermelho. O trabalho foi detalhado no final de agosto na edição on-line da revista Nature.

Republicar