guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

Cooperação científica com a França

Quatro projetos de pesquisa foram aprovados no âmbito do acordo assinado em novembro entre a FAPESP e o Institut National de la Santé et de la Recherche Médicale (INSERM). Destinado a promover a cooperação científica na área de pesquisa biomédica entre a França e o Estado de São Paulo, o acordo já contemplou equipes de pesquisadores das Faculdades de Medicina e de Filosofia, Ciências e Letras da USP de Ribeirão Preto e da Escola Paulista de Medicina (Unifesp).

O acordo é restrito aos laboratórios do Inserm e às instituições de pesquisa paulistas e prevê a apresentação de projetos a cada dois anos. Na primeira etapa, as propostas são analisadas nos dois países, pela FAPESP e pelo Inserm, em separado, de acordo com as normas estabelecidas pelas duas instituição. Na etapa seguinte, os projetos selecionados passam por avaliação conjunta.

Neste ano, as propostas aprovadas pelo acordo são coordenadas pelos pesquisadores Geraldo Aleixo da Silva Passos Júnior e Marcus Lira Brandão, da USP, e Luiz Juliano Neto e João Bosco Pesquero, da Escola Paulista de Medicina. Em setembro de 1999, um novo edital para inscrição de projetos será divulgado.

Republicar