guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Pressão total

De pedra a esponja

DANIEL BUENOUm material que, quando submetido a pressões entre 9 mil e 18 mil vezes maiores do que a encontrada ao nível do mar, reduz sua densidade à metade, se expande e se torna poroso. “É como espremer uma pedra e assim dar origem a uma esponja gigante”, compara a química Karena Chapman, do Laboratório Nacional Argonne, de Chicago, um dos pesquisadores que realizaram experimentos com o cianeto de zinco [Zn(CN)2], composto que sofreu essa transformação radical (Journal of the American Chemical Society, 22 de maio). “Sob pressão, os materiais devem supostamente se tornar mais densos e compactos. Estamos vendo exatamente o contrário. Isso é contraintuitivo diante das leis da física.” Usando diferentes fluidos em torno do cianeto de zinco quando este era submetido às altas pressões, Karena e seus colegas conseguiram gerar cinco novas fases (estados) do material. Duas delas mantinham a propriedade de serem porosas mesmo em condições normais de pressão. A ideia dos cientistas agora é ver se os poros do novo material podem ser usados para estocar compostos de interesse para a indústria química. Atualmente o cianeto de zinco, um pó branco, é normalmente empregado em processos de galvanoplastia.

Republicar