guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

De volta ao Grande sertão

A edição nº 58 da revista Estudos Avançados, da Universidade de São Paulo (USP), homenageia os 50 anos da obra-prima de Guimarães Rosa, Grande sertão: veredas. Além de textos de análise literária, a revista traz uma grande reportagem realizada ao longo de uma viagem pelo circuito Guimarães Rosa, também conhecido como sertão “roseano”, em Minas Gerais. O roteiro inclui 13 municípios na região do rio da Velhas – como Codisburgo, morro da Garça e Curvelo, entre outros cenários das histórias contadas por Rosa, com direito a visita a capelas e reunião com contadores de histórias que declamam trechos da obra do autor. “Foi uma caminhada ecoliterária”, conta o editor da revista, Marco Antônio Coelho. Acompanha a edição o CD Sons do grande sertão, que reúne músicas e canções inspiradas na obra de Guimarães Rosa. O CD, organizado por Ivan Vilella, professor na USP de Ribeirão Preto, tem viola, violão, caxixi, berrante, roncador – também conhecido como tambor de onça – e rabeca. Traz na sua faixa 2 um registro inusitado: a “Canção de Siruiz” é interpretada pelo professor da USP e crítico literário Antonio Cândido. O próprio Cândido conta que a “Canção de Siruiz” é a transposição para os versos de Rosa, da melodia de uma velha canção mineira, cantada por um lavador de assoalhos, que sua mãe ouvia quando menina, na cidade de Barbacena.

Republicar