guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Seca

Escudo no deserto

NASANuvens sobre o Saara vistas da Estação Espacial InternacionalNASA

Um gigantesco cinturão de árvores de 7 mil quilômetros de extensão por 15 quilômetros de largura deverá ser erguido para deter o avanço do Saara sobre a região do Sahel, faixa de savanas limítrofe ao grande deserto africano que protege as terras férteis do sul. Graças a um investimento de US$ 3 milhões articulado pela União Africana, que congrega 53 países do continente, a criação do escudo verde terá início em duas frentes. O Comitê para Controle da Seca na Região do Sahel já está trabalhando com consultores científicos de Burkina Faso, Mali, Mauritânia, Níger, Nigéria e Senegal para lançar projetos piloto a partir de setembro. Outra frente do programa, que contempla Chade, Djibuti, Eritréia, Etiópia e Sudão, deve começar a operar em dois meses. A participação da comunidade científica da região foi apontada como fundamental. “É importante que o trabalho seja coordenado por especialistas de cada país porque eles conhecem melhor do que ninguém as espécies que crescem no solo local”, disse à agência SciDev.Net Joséa Dossou Bodjrènou, do Museu de Ciências Naturais do Benin. “E as populações precisam ser sensibilizadas sobre a importância de preservar as árvores, caso contrário o projeto irá fracassar”, afirmou.

Republicar