guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

Etanol sudanês

O presidente do Sudão, Omar al-Beshir, inaugurou a primeira fábrica de biocombustíveis do país. A planta, instalada a 250 quilômetros da capital Khartoum, foi construída graças a um acordo com a companhia brasileira Dedini e deverá produzir 200 milhões de litros de etanol de cana-de-açúcar nos próximos dois anos. O país também celebrou uma colaboração com o Egito para o desenvolvimento de biocombustíveis extraídos de palha de arroz. Eltayeb Mohamed Abdelgadir, pesquisador sudanês na área de agronomia, disse à agência SciDev.Net que as duas iniciativas são exemplos promissores de cooperação Sul-Sul. “Elas estimulam a economia baseada no conhecimento e permitem a transferência de tecnologia entre países em desenvolvimento”, afirmou. “O Sudão é um país talhado para a produção de biocombustíveis porque tem vastas áreas não cultivadas e custos de mão de obra agrícola baixos. Além de aumentar a renda para a população, os combustíveis renováveis são uma fonte de energia alternativa para a África”, disse Abdelgadir.

Republicar