guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Farejadores de minas

Ratos-gigantes-da-gâmbia (Cricetomys gambianus) correm por campos minados de Moçambique em busca de minas terrestres. Treinados pelo belga Bart Weetjens, quando farejam pólvora, os ratos cavam o chão sem detonar os explosivos. É o sinal para seus parceiros humanos desarmarem as minas deixadas pela guerra civil, que acabou em 1992. Sem verbas para remover mais minas, Weetjens diversificou os dotes de seu exército: os ratos já detectam tuberculose em escarro de doentes com mais eficiência que um técnico com microscópio (Le Monde). Hoje 47% dos doentes escapariam ao faro dos roedores. Com mais treino, eles seriam úteis em prisões e bairros pobres onde a tuberculose causa danos.

Republicar