Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Fazendeiras primitivas

Fazendeiras primitivas

As amebas sociais Dictyostelium discoideum praticam uma forma primitiva de agricultura. Esses organismos unicelulares de hábito peculiar – passam a maior parte da vida como seres independentes, mas se agrupam para reproduzir – cultivam as bactérias que lhes servem de alimento. Quando os nutrientes de uma região escasseiam, algumas cepas de Dictyostelium discoideum assumem uma forma mais resistente (esporo) e carregam consigo algumas bactérias que semeiam em seu novo lar, observou Debra Brock, da Universidade Rice, no Texas. Ela chamou de fazendeiras as cepas que armazenam bactérias e observou que jamais consomem seu alimento até o fim, como se guardassem um pouco para semear (Nature, 20 de janeiro).

Republicar