guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

supernova

Fontes de muita energia

NASASupernovas, berçário de raios cósmicosNASA

A imagem ao lado vem de um remanescente da supernova Tycho, produzida pela explosão de uma estrela do tipo anã branca em nossa galáxia. Raios X de baixa energia, em vermelho na imagem, mostram os destroços da explosão da supernova e os raios X de alta energia, em azul, revelam uma onda de elétrons extremamente energéticos e um padrão de faixas de raios X nunca antes observado (Nasa). Essas faixas representam um sinal de que as remanescentes de supernovas podem acelerar partículas a energias centenas de vezes mais altas que o mais poderoso acelerador da Terra, o Large Hadron Collider (LHC). As faixas, prováveis regiões de turbulência e campos magnéticos intensos que atraem partículas atômicas, podem também explicar como são produzidos os raios cósmicos, partículas extremamente energéticas que bombardeiam a Terra constantemente. Essa supernova, a 13 mil anos-luz da Terra, ganhou esse nome em homenagem ao astrônomo holandês Tycho Brahe, que foi o primeiro a registrar essa supernova, em 1572, quando era tão brilhante que podia ser vista durante o dia mesmo sem telescópio.

Republicar