guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Política C&T

Íntegra do discurso do empresário José Ellis Ripper Filho

Mais uma vez São Paulo assume uma liderança. Eu queria fazer uma pequena correção no anúncio do programa. Esse não é um programa a fundo perdido. Os recursos da FAPESP certamente são um investimento que trarão um grande retorno para o Estado e para o País. Como o professor Brito Cruz falou, desde Adam Smith o governo americano percebeu isso. Os recursos destinados pelo governo norte-americano para o desenvolvimento nas empresas são muito maiores do que os destinados à ciência básica.

O Estado de São Paulo inova também ao perceber a importância da pequena empresa. Também lá nos Estados Unidos, mais de um bilhão de dólares dos recursos destinados a dá venha a ser seguido por outros Estados e pelo Governo Federal, voltando à idéia de que nós só vamos ser competitivos tendo tecnologia gerada no país. É impossível acreditar, simplesmente, numa grande multinacional que fabrique no país e que vá ser aqui competitiva pra competir com a própria matriz. Nós precisamos depender de nós mesmos, e para isso temos que ter desenvolvimento.

Eu gostaria até de fazer uma sugestão para que fosse estudado, que o Estado não só incentivasse a produção no próprio Estado mas desse incentivos maiores para produtos que sejam desenvolvidos e produzidos no país. Hoje, o setor de telecomunicações está passando por uma revolução em Parceria entre Universidade e Empresa.

São, portanto, 55 projetos contratados envolvendo o apoio da FAPESP e, portanto, do empresa. Também lá nos Estados Unidos, mais de um bilhão de dólares dos recursos destinados a com a possível privatização da Telebrás, no ano que vem. O próprio CPQD tem sua sobrevivência em dúvida. Talvez o setor de telecomunicações pudesse ser um piloto disso e darmos um pouco mais de estabilidade ao CPQD. E se através de incentivos pudermos fazer, por exemplo, com que a Promon passe a produzir o trópico, em vez de Manaus, qualquer incentivo que seja dado se pagará muitas vezes. Mais eu acho, que o exemplo que São Paulo está dando com esse projeto – ainda pequeno, mas que certamente vai ser desenvolvido – é um exemplo que eu espero que frutifique muito.

Republicar