Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Alma

Jatos energéticos

Objeto Herbig-Haro 46/47: material ejetado por estrela jovem colide com gás e produz dois jatos

ESO / ALMA (ESO / NAOJ / NRAO) / H. Arce Objeto Herbig-Haro 46/47: material ejetado por estrela jovem colide com gás e produz dois jatosESO / ALMA (ESO / NAOJ / NRAO) / H. Arce

Vistas no espaço com o auxílio do mais potente radiotelescópio em operação na Terra, as nuvens de moléculas de monóxido de carbono (CO) podem revelar detalhes até agora ocultos da atividade de estrelas recém-nascidas. Ao apontar por cinco horas as antenas do Observatório Alma, localizado no deserto chileno do Atacama, para o brilho produzido por esse gás em torno de um objeto denominado Herbig-Haro 46/47, uma equipe internacional de astrofísicos percebeu que os jatos ao redor do corpo celeste são mais energéticos do que se imaginava. Alguns fluxos de CO se movem a uma velocidade quase quatro vezes mais rápida do que medições anteriores haviam detectado. Os pesquisadores também descobriram que dois grandes jatos, e não um, emanam do objeto Herbig-Haro 46/47, situado na constelação austral de Vela, a 1.400 anos-luz da Terra (Astrophysical Journal, no prelo). Um dos jatos, em rosa e púrpura na imagem acima, aponta para o nosso planeta. O outro, em laranja e verde, que não tinha sido identificado em observações na luz visível, se prolonga na direção contrária. “Detectamos características novas nesse objeto, como esse fluxo molecular muito rápido”, diz Héctor Arce, da Universidade Yale, principal autor do estudo. Objetos Herbig-Haro são regiões do espaço onde o material ejetado por estrelas jovens se choca violentamente – a velocidades de quase 1 milhão de quilômetros por hora – com o gás ao redor, gerando um forte brilho.

Republicar