Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Tecnologia

Limpeza a seco no campo

CTC Sistema separa impurezas vegetais e terra da canaCTC

Uma nova tecnologia para limpeza de cana-de-açúcar cujo princípio de funcionamento é um processo a seco, que dispensa a utilização de água e outros insumos, foi desenvolvida pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) de Piracicaba, no interior paulista. O sistema de limpeza a seco tem como principal finalidade separar as impurezas vegetais, como a palha, e resíduos de terra que vêm junto com a cana colhida e pode ser empregado tanto para processar a planta inteira como a picada. A terra e outras impurezas minerais removidas são devolvidas para as lavouras enquanto os resíduos vegetais podem ser reaproveitados como combustível para a geração de energia elétrica, complementar ao bagaço, para as caldeiras. Outras vantagens decorrentes da nova tecnologia são o aumento da capacidade de moagem das usinas e da extração de açúcar da cana, além da diminuição do desgaste de equipamentos. O processo é estudado desde 1995 com o objetivo inicial de levar menor volume de matéria orgânica e minerais para a indústria com a implantação do corte mecanizado e o transporte de cana picada. A tecnologia foi desenvolvida em parceria com o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), de São José dos Campos, e a usina Equipav, de Promissão, do interior de São Paulo.

Republicar