guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Brasil

Luz ultravioleta para curativo

Novo processo utiliza a radiação ultravioleta e água oxigenada para produzir membranas de hidrogel destinadas a curativos para lesões de pele, como queimaduras e úlceras. Pelo sistema convencional, a solução formada por polímeros em estado líquido, usada para produzir as membranas, precisa ser exposta a uma radiação de alta energia, por feixe de elétrons ou radiação gama, para adquirir a consistência de gel. Esse método é altamente eficaz porque promove a reticulação – formação de reações cruzadas entre as cadeias poliméricas que transformam a solução aquosa em gel – e a esterilização do curativo simultaneamente. Mas são poucas as empresas que possuem os equipamentos necessários para executar essa tarefa. O novo processo é bem mais barato, simples e acessível, porque o uso da luz ultravioleta diminui o custo da produção. O uso da água oxigenada acelera o processo e o torna viável. Além disso, permite que os hidrogéis sejam produzidos sem necessidade de equipamentos de grande porte e alto custo. Todas as características originais do gel produzido atualmente, como maciez, não-toxicidade, permeabilidade a líquidos e gases e barreira contra microorganismos, são preservadas.

Título: Processo de obtenção de gel hidrofílico por reticulação de  solução aquosa de um ou mais polímeros hidrofílicos, gel hidrofílico, curativo, microesfera, método de tratamento de queimaduras, método de tratamento de pele, método de embolização e uso do gel hidrofílico ou curativo
Inventor: Luiz Henrique Catalani
Titularidade: USP e FAPESP

Republicar