guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Mundo

Mais provas dos benefícios do álcool

“Ninguém mais questiona: o papel profiláctico do álcool é indiscutível”, sentencia Curtis Ellison, pesquisador da Universidade de Boston, Estados Unidos. “Há centenas de estudos, todos consistentes.” Faz pelo menos 30 anos que se publicam pesquisas mostrando que, em alguns casos, como na prevenção às doenças cardíacas, o consumo moderado do álcool pode ser até mesmo indispensável.

Ellison mostrou recentemente (New England Journal of Medicine, 9 de janeiro) esses benefícios: a chance de homens que tomavam uma ou duas doses diárias de vinho, cerveja ou qualquer outra bebida alcoólica sofrerem um ataque cardíaco era de 32 a 37% menor em relação àqueles que nada bebiam. O estudo, fundamentado na análise do estilo de vida de 38.077 pessoas acompanhadas ao longo de 12 anos no Serviço de Saúde Pública de Harvard, mostrou também que o risco de infarto caiu 22% nos homens que aumentaram em uma dose o consumo de álcool – independentemente da idade, dieta ou histórico familiar.

Nesse estudo, observou-se o mesmo efeito para as mulheres. No entanto, há um detalhe importante: as que tomam duas ou mais doses diárias apresentaram 41% de chances de desenvolver câncer de mama em relação às abstêmias.

Republicar