guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Mapeadas bactérias que causam doenças

O mapeamento do genoma da cepa A da bactériaNeisseria meningitidis , que causa a maioria dos casos de meningite nos países em desenvolvimento, agora está completo. Foi feito pelos pesquisadores do Sanger Centre e da Universidade de Oxford, do Reino Unido, e do Instituto Max Planck de Genética Molecular, da Alemanha. Outro grupo, formado por cientistas norte-americanos e ingleses, anunciou, também em março, a conclusão do mapeamento da cepa B da bactéria, mais comum na Europa e nos Estados Unidos.

As duas seqüências, com muitos genes em comum, devem ajudar a entender os mecanismos por meio dos quais a bactéria consegue escapar do sistema imunológico dos organismos. Também na Europa, um consórcio de dez instituições, coordenado pelo Instituto Pasteur, de Paris, concluiu o seqüenciamento do genoma da bactériaListeria monocytogenes , responsável por infecções alimentares, com uma mortalidade entre 20 e 30%.

Os cientistas do Pasteur finalizaram também o seqüenciamento do bacilo da lepra, oMycobacterium leprae , em colaboração com o Sanger Centre. A comparação com o genoma do bacilo da tuberculose,Mycobacterium tuberculosis , caracterizado pela mesma equipe em 1998, deve fornecer detalhes sobre o desenvolvimento das duas doenças. Há grupos de genes das duas bactérias com 93% de semelhança. O Brasil encontra-se em segundo lugar entre os países com maior incidência de lepra, após a Índia.

Republicar