Guia Covid-19
Imprimir Republicar

Fundação

Marco Antonio Zago é reconduzido ao cargo de presidente da FAPESP

A nomeação foi publicada na edição de sábado do Diário Oficial do Estado de São Paulo

Léo Ramos Chaves

O governador João Doria reconduziu Marco Antonio Zago ao cargo de presidente da FAPESP. A nomeação foi publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo no último sábado (18/09).

Zago compôs a lista tríplice definida no dia 25 de agosto em reunião do Conselho Superior da FAPESP e entregue ao governador para a escolha do novo presidente da Fundação. A lista foi composta pelos nomes de Zago, em primeiro escrutínio, e de Liedi Bariani Bernucci, conselheira da Fundação, e Ronaldo Aloise Pilli, que também integra o Conselho e ocupa o cargo de vice-presidente, em segunda votação.

Zago ocupa o cargo de presidente da FAPESP desde outubro de 2018. Médico, graduado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP), onde também obteve os títulos de mestre e doutor, realizou o pós-doutorado na Universidade de Oxford (Reino Unido). Professor titular da USP, foi reitor (2014-2017) e pró-reitor de Pesquisa (2010-2014) dessa universidade, depois de ocupar o cargo de presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), entre 2007 e 2010 – período em que foi criado o programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs).

Coordenou o Centro de Terapia Celular (CTC) de Ribeirão Preto, um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão da FAPESP (CEPID), de 2001 a 2015, foi diretor clínico do Hospital de Clínicas de Ribeirão Preto e membro da Comissão Nacional de Biossegurança (CTNBio). Publicou mais de 300 artigos científicos referidos em Web of Science.

É membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC), da qual foi diretor, da Academia de Ciências do Estado de São Paulo (Aciesp) e da World Academy of Sciences (TWAS). Recebeu a Grã-Cruz e a Comenda da Ordem Nacional do Mérito Científico, bem como a Medalha Paulista do Mérito Científico. Em 2015, recebeu o Prêmio Octávio Frias de Oliveira do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, como Personalidade de Destaque em Oncologia.

Este texto foi originalmente publicado por Agência FAPESP de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original aqui.

Republicar