guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

Mayana vence prêmio mexicano

MIGUEL BOYAYAN

Mayana Zatz: sétima vez que o Brasil venceMIGUEL BOYAYAN

A geneticista Mayana Zatz, pró-reitora de Pesquisa da Universidade de São Paulo (USP) e coordenadora do Centro de Estudos do Genoma Humano da USP, um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid) da FAPESP, é a ganhadora do Prêmio México de Ciência e Tecnologia 2008. A distinção, que será entregue na Cidade do México pelo presidente Felipe Calderón e compreende uma medalha e um prêmio de US$ 45 mil, é oferecida a pesquisadores de todos os países da América Latina, além de Espanha, Portugal e Caribe. “Esse prêmio, um reconhecimento de estudos desenvolvidos na USP que têm repercutido em todo o país e no exterior, é um estímulo enorme para continuar na luta diária pela pesquisa científica”, disse Mayana. Segundo informe do Conselho Consultivo de Ciências (CCC) do México, Mayana foi escolhida por “suas contribuições pioneiras na introdução das técnicas de genética molecular, que geraram conhecimento relevante sobre a distrofia muscular”. Desde que o prêmio foi instituído, em 1990, o Brasil foi agraciado sete vezes. Os últimos premiados brasileiros foram Martín Schmal e Constantino Tsallis, ganhadores em 2002 e 2003, respectivamente.

Republicar