Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Mercado nanotecnológico

Produtos com nanotecnologia vão atingir o patamar de US$ 3,1 trilhões em 2015. Em 2007, os produtos nano, que têm o tamanho ou são formados por estruturas moleculares com área máxima de 100 nanômetros (1 nanômetro é equivalente a 1 milímetro dividido por 1 milhão de vezes), renderam US$ 88 bilhões no mundo. Os valores foram apresentados no 4º Congresso Internacional de Nanotecnologia, a Nanotec, realizado em São Paulo, em novembro, por Josh Wolfe, sócio da Lux Research, consultoria especializada em nanotecnologia com sede em Nova York. Ele disse que no mercado internacional já são mais de 500 produtos que possuem nanopartículas. Mas, segundo ele, muitas das tecnologias demoram para se firmar no mercado. Ele citou o exemplo de plásticos com nanoestruturas para torná-los mais resistentes e até com melhor aparência. “Eles demoraram, desde as primeiras descobertas, até 17 anos para chegar ao mercado.” A Lux Research é associada à Lux Capital, empresa de capital de risco com investimento em empresas nascentes de nanotecnologia, como a Cambrios, de materiais nanoestruturados para equipamentos eletrônicos, a Nanosys, que desenvolve plataformas nanotecnológicas para indústrias de energia, semicondutores, defesa e biotecnologia, e a Cerulean, farmacêutica com produtos em desenvolvimento em oncologia e doenças auto-imunes.

Republicar