Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Astronomia

Morde-e-assopra na astronomia

GEMINI SOUTH Observatório Gemini South: ingleses deixam parceriaGEMINI SOUTH

A Royal Astronomical Society (RAS) protestou contra o corte de є 112 milhões na pesquisa em astronomia nos próximos três anos, anunciado pelo Conselho de Instalações de Ciência e Tecnologia (STFC, na sigla em inglês). Com isso, o Reino Unido se verá obrigado a abandonar suas pesquisas em parcerias internacionais como a dos observatórios Gemini South, nos Andes chilenos, e La Palma, na Espanha. Também foram cortados novos investimentos em instalações de pesquisa em física das relações solares-terrestres e astronomia de raios gama de alta energia. O Centro de Tecnologia em Astronomia de Edimburgo deve perder 50% de seus recursos. Mas o governo britânico anunciou, em contrapartida, que irá reavaliar o financiamento de pesquisa em física, que poderá compensar parte dos cortes. “O governo precisa reconhecer que astrofísica, ciência espacial e ciência do sistema solar produzem contribuições importantes para a economia britânica através de empresas de tecnologia de ponta e transferência do conhecimento”, disse à agência Cordis Michael Rowan-Robinson, presidente da RAS.

Republicar