Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Mostradores mais brilhantes

A Philips anunciou a invenção do primeiro material eletroluminescente capaz de produzir luz vermelha ou verde, conforme a voltagem aplicada. Esse tipo de material facilitará a fabricação de mostradores emissores de luz – os chamados LEDs -, fontes de luz em estado sólido e alternadores de cor como os que se vêem, por exemplo, nos faróis de trânsito. Também aumentará seu brilho. Os materiais eletroluminescentes conhecidos até o anúncio da companhia holandesa emitem luz de uma cor só, que é determinada pela energia do estado excitado (largura da banda) do material.

Isso significa que qualquer dispositivo multicor tem áreas, ou pixels, de diferentes materiais. A invenção da Philips, em um projeto com a Universidade de Amsterdã, possibilita alternar a luz entre duas cores, conforme a direção do fluxo de corrente aplicado. Com isso, um único pixel, ou uma única área, consegue irradiar luz de duas cores. O novo material é uma mistura homogênea de um polímero semicondutor com um complexo metálico, cada um deles com uma energia diferente. Para obter o efeito pela direção da corrente, é necessário utilizar um dispositivo assimétrico, de modo que uma única camada do material é alocada entre os eletrodos de diferentes materiais – um de ouro e outro de óxido de índio-estanho (ITO).

Quando uma voltagem positiva é aplicada no eletrodo de ITO, dispara-se apenas o processo de emissão de luz do complexo metálico. A reversão da tendência da voltagem modifica a corrente. O processo de emissão de luz no complexo metálico é, assim, desativado, ativando-se o estado excitado do polímero. O dispositivo agora emite luz verde, correspondente ao estado excitado do polímero. As duas cores têm boa saturação, ou seja, não se misturam com outras.

Republicar