guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

Fotolab

Nióbio em flor

“Flores” nascem dentro de um equipamento que funciona como uma panela de pressão, em um laboratório do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (IQ-USP). “Inserimos oxalato amoniacal de nióbio e hidróxido de amônio”, conta o químico Marcos Vinícius Petri, que sintetizou o composto em parceria com o colega Eduardo Carmine de Melo. “Nas proporções corretas, nessas condições de alta temperatura e pressão, formam-se estruturas cristalinas em folha que depois se organizam como flores.” Para enxergar esses buquês, só usando microscópio eletrônico: são microflores. A conformação permite a produção de catalisadores mais eficientes, por terem mais superfície de contato. O laboratório se dedica a entender como esses compostos funcionam.

Imagem enviada por Marcos Vinícius Petri, estudante de doutorado do IQ-USP

Sua pesquisa rende fotos bonitas? Mande para imagempesquisa@fapesp.br. Seu trabalho poderá ser publicado na revista.

Republish