guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

O avanço dos transgênicos

Um relatório do  Serviço Internacional para a Aquisição de Aplicações em Agrobiotecnologia  (ISAAA, na sigla em inglês) mostra que a área plantada com culturas geneticamente modificadas no Brasil aumentou 2,1 milhões de hectares em 2006 em comparação com 2005.

Com isso, o país tem hoje 11,5 milhões de hectares cultivados com soja e algodão transgênicos, área superada apenas pelos Estados Unidos, com 54,6 milhões de hectares, e Argentina, com 18 milhões de hectares. Depois do Brasil, despontam no ranking o Canadá (6,1 milhões de hectares), a Índia (3,8 milhões) e a China (3,5 milhões).

O plantio de sementes de algodão resistentes a insetos, autorizado em 2005,  já responde por 15% da safra brasileira. Mas o principal impulso veio da cultura de soja. As lavouras de culturas geneticamente modificadas ocupam hoje, no mundo, uma área de 102 milhões de hectares, 13% mais do que no ano de 2005. O maior plantio é o de soja, com 58,6 milhões de hectares. Depois vem o milho, com 25,1 milhões de hectares, o algodão, com 13,4 milhões de hectares, e a canola, com 4,8 milhões de hectares.

Republicar