guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

mundo

O buraco negro mais próximo

Que ele estava lá já se sabia, mas não que tem 22 milhões de quilômetros de extensão e uma massa 4 milhões de vezes maior que a do Sol. Havia 30 anos que os astrônomos tentavam descobrir as dimensões do buraco negro mais próximo da Terra, chamado Sagitário A* (o asterisco significa estrela). Ele está no centro de nossa galáxia, a Via Láctea, a quase 250 quatrilhões de quilômetros de distância. O maior desafio da equipe de físicos que fez essa descoberta foi enxergar além da poeira que tolda a galáxia, algo como a bruma que confunde a visão dos faróis em alto-mar. “Conseguimos afastar o fog e ver o que está acontecendo”, disse Heino Falcke, do Rádio Observatório Westerbork, na Holanda, integrante da equipe, que usou o radiotelescópio do Observatório Nacional de Radioastronomia, dos Estados Unidos (Science Express). Já se sabe que a massa total do Sagitário A* é muito concentrada: ele ocupa o espaço equivalente ao da órbita da Terra ao redor do Sol. Continua, porém, o mistério sobre sua forma, que os astrônomos pretendem descobrir assim que possível. Em 2003, astrônomos norte-americanos, examinando as emissões de raios X registradas pelo telescópio Chandra, verificaram que o Sagitário A* é bastante ativo, com explosões que liberam jatos de gás a uma velocidade próxima à da luz e temperaturas de quase 20 milhões de graus.

Republicar