guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

O descuido com a paisagem urbana

Os moradores de Recife têm baixa estima para com eles mesmos e com a cidade onde vivem. Não aceitam o mangue e, em conseqüência, permitem que os aterros modifiquem a estrutura geográfica e biológica da região da capital de Pernambuco. Edvânia Torres, professora do Departamento de Geografia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), chegou a essas conclusões após realizar enquetes com 600 habitantes da cidade e examinar relatos históricos, poemas, fotos e mapas.

A pesquisadora lembra que é comum comparar Recife a Veneza, mas, enquanto na cidade italiana “os rios e canais são realmente valorizados”, na capital pernambucana “são transformados em esgotos”. Segundo Edvânia, sem consciência da importância dos recursos naturais da cidade, os moradores permitem a construção de estacionamentos e edifícios em áreas que deveriam ser preservadas. “Se continuar desse jeito, é provável que a qualidade de vida dos recifenses piore”, comenta a pesquisadora.

Republicar