Prêmio CBMM
Imprimir PDF Republicar

mundo

O gás da evolução

As formas de vida mais complexas demoraram bilhões de anos para surgir, provavelmente porque os oceanos primitivos continham menos oxigênio, que pode ter se tornado comum um bilhão de anos mais tarde do que se imaginava (Science Express, 4 de março). Pesquisadores das universidades de Rochester e de Missouri, Estados Unidos, chegaram a essa conclusão após analisar o teor de outro elemento químico retirado de rochas do fundo do oceano, o molibdênio, um excelente indicador por permanecer dissolvido durante milhões de anos.

Oceanos sem oxigênio trazem sérias conseqüências à evolução. Os representantes mais simples de eucariontes – organismos formados por células com núcleo – surgiram há 2,7 bilhões de anos, mas os multicelulares, ancestrais das plantas e animais, só apareceram meio bilhão de anos atrás, quando os oceanos se tornaram ricos em oxigênio. A explicação é o extenso período que os oceanos passaram desprovidos de oxigênio.

Republicar