guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

O jornalista que renovou a Nature

Divulgação

Maddox: ReformadorDivulgação

Sir John Maddox, morto aos 82 anos no dia 12 de abril, ajudou a moldar o moderno jornalismo científico. Diretor da revista britânica Nature em duas ocasiões, de 1966 a 1973 e de 1980 a 1995, Maddox resgatou o prestígio da publicação, célebre por anunciar descobertas importantes, como a da fissão nuclear, em 1938, e a da estrutura do DNA, em 1953, mas que perdia espaço nos anos 1960 para a revista científica Science. Filho de um operário, Maddox formou-se em física, mas abraçou o jornalismo científico em meados dos anos 1950 contratado pelo jornal The Guardian. Na Nature, cercou-se de uma equipe jovem, reduziu os prazos de publicação, aproximando a revista da rotina dos jornais, saiu à procura de novidades nos grandes laboratórios e exigiu que os artigos científicos fossem reescritos até se tornarem legíveis e interessantes. Impôs o peer review, a pré-aprovação dos artigos por pares, mas eventualmente abria mão da arbitragem para publicar temas polêmicos. Também ficou famoso pelas intervenções demolidoras contra o criacionismo e os exageros ambientalistas.

Republicar