guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

carro elétrico

O menor carro elétrico

empaIlustração do nanoveículo: formado por uma molécula sintética dotada de quatro “rodinhas”empa

Um carrinho nanométrico, cerca de 1 bilhão de vezes menor do que um Volkswagen Golf, circula por dentro do corpo humano, aplica medicamentos, coleta células de tumores e repara tecidos. O que parece ser uma cena de filme de ficção científica pode virar realidade dentro de alguns anos. Pesquisadores da Universidade de Groningen, na Holanda, desenvolveram, em parceria com colegas do centro de pesquisa suíço Empa, um nanoveículo formado por uma molécula sintética dotada de quatro “rodinhas” (Nature, 10 novembro). Essas “rodinhas” são, na verdade, motores de rotação que entram em funcionamento quando recebem uma corrente elétrica. Com isso, o menor carro elétrico do planeta pode se deslocar de um ponto a outro. Em testes laboratoriais, os cientistas conseguiram fazer com que a molécula se movimentasse seis nanômetros sobre uma superfície de cobre, num ambiente controlado – no vácuo e numa temperatura de 266 graus abaixo de zero. A pesquisa, segundo seus autores, é relevante por ter demonstrado que é possível movimentar algo controlável em nível molecular usando um motor no qual se aplica energia dirigida.

Republish