guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

O preço de uma descrença

Até que ponto concordar ou não com uma teoria científica pode ser um obstáculo para progredir na carreira acadêmica? Micah Spradling, estudante de física da Texas Tech University, em Lubbock, nos Estados Unidos, entrou com uma queixa na Justiça norte-americana contra seu professor de biologia Michael Dini, que lhe negou uma carta de recomendação (Nature, 6 de janeiro). Spradling acusa o professor de perseguição ideológica, pois acredita que teve sua recomendação negada apenas por descrer da teoria da evolução.

Dini recusa-se a comentar a acusação, mas, em seu site pessoal na web, deixa claro que os alunos que lhe solicitarem cartas de recomendação terão de responder de maneira científica, convincente e objetiva à questão: “Como se desenvolveu a espécie humana?” Seus inimigos vêem nisso uma prova de intransigência; seus defensores, de compromisso científico. Poucos parecem lembrar que, em ciência, quando se deseja questionar a validade de uma teoria, basta apresentar outra mais verossímil e aceitável.

Republicar