guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

Saúde pública

Obesidade pode agravar Covid-19

Léo Ramos Chaves

Desde o início da pandemia, médicos e pesquisadores apontavam a obesidade como um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de quadros mais graves de Covid-19. Alguns sugeriram que até mesmo pessoas um pouco acima do peso poderiam estar em risco de apresentar sintomas mais graves da doença. Um amplo estudo, feito com base em análises de dados de 399 mil pacientes publicados ao longo do ano em outros artigos científicos, constatou que os obesos infectados pelo Sars-CoV-2 têm o dobro da probabilidade de precisarem de atendimento médico, risco 74% maior de serem admitidos em UTIs e risco 48% maior de morrer do que os indivíduos com peso adequado (Obesity Reviews, 26 de agosto). Estima-se que isso se deva ao fato de as pessoas obesas frequentemente desenvolverem doenças cardíacas, pulmonares e metabólicas, além de inflamações crônicas, as quais tendem a agravar o quadro de Covid-19. Há ainda um componente mecânico. O acúmulo de gordura no abdômen pode pressionar o diafragma e os pulmões, restringindo o fluxo de ar e o transporte de oxigênio.

Republish