Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Organização

Ordem nas ruas de Londres

Mapa de Londres em 1806: ruas com padrão multifractal

Wikimedia CommonsMapa de Londres em 1806: ruas com padrão multifractalWikimedia Commons

Em um livro clássico do humor britânico, How to be an alien, de 1946, o imigrante húngaro George Mikes sugeria aos moradores de Londres construir as ruas em formato de S ou W, jamais em linha reta, para manter a harmonia da cidade. Exageros à parte, a capital inglesa, principalmente sua região mais antiga, é desnorteante. Um grupo de pesquisadores do University College London, depois de examinar nove mapas digitalizados da cidade feitos entre 1786 e 2010, concluiu que, à medida que a capital crescia, a rede de ruas progressivamente preenchia os espaços disponíveis no cinturão verde, implementado em meados dos anos 1950 para abastecer os londrinos com alimentos produzidos localmente e conter a mancha urbana. Desse modo, o desenho das ruas deixou o padrão multifractal que persistira durante séculos (fractais são geometrias que se repetem em diferentes escalas), com vários pontos de articulação, para se apresentar como um espaço com um padrão mais retilíneo e homogêneo (Physical Review E, dezembro de 2015). Os autores argumentam que a Londres atual poderia ser descrita como um monofractal, um padrão mais simples que o anterior. As ruas em S ou W ficaram mais distantes da realidade.

Republicar