guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Medicina

Os antidepressivos e a gravidez

MIGUEL BOYAYANDepressão: problema comum na gestaçãoMIGUEL BOYAYAN

Psiquiatras do mundo todo enfrentam um dilema quando têm de tratar uma grávida com depressão, um dos problemas mais freqüentes de saúde mental, que atinge as mulheres principalmente no auge da idade reprodutiva, entre os 25 e os 44 anos. É que não se conhecem ao certo os danos que os medicamentos antidepressivos podem provocar nos filhos – seja durante a gestação, seja depois de adultos. A fim de identificar esses efeitos, Daniela Ceccatto Gerardin, da Universidade Estadual de Londrina, e colaboradores trataram camundongas prenhes com fluoxetina, um dos antidepressivos mais usados no mundo. No experimento, as roedoras receberam o medicamento durante a gestação e a amamentação da prole. Os pesquisadores constataram que não houve mudanças nos órgãos sexuais dos filhotes machos na vida adulta, sugerindo que a exposição à fluoxetina no útero não afetaria o funcionamento dos hormônios sexuais masculinos. No entanto verificou-se que filhotes machos de camundongas tratadas com fluoxetina apresentavam alterações na motivação sexual. Guardadas as diferenças entre os roedores e os seres humanos, esses resultados sugerem que antidepressivos como a fluoxetina podem afetar de modo duradouro a libido (Pharmacology, Biochemistry and Behavior).

Republicar