guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Agronegócio

Os poderes da soja

O consumo de soja tem sido associado a redução do risco de doenças crônicas. As isoflavonas, compostos fenólicos encontrados na soja, estão envolvidas em atividade anti-carcinogênica, redução da perda de massa óssea e diminuição do colesterol do sangue. O artigo “Isoflavonas em produtos comerciais de soja” mostra que no Brasil, o segundo produtor mundial de soja, cerca de 70% do farelo de soja é destinado à exportação e os 30% restantes utilizados em ração animal. Com o crescente aumento da procura por alimentos à base de soja no país, diversos produtos têm sido lançados no mercado e, pouco se conhece quanto à presença e a concentração das isoflavonas. Por conta disso, o estudo, assinado por Silvana Favoni e Adelaide Beléia, da Universidade Estadual de Londrina (UEL), e Mercedes Panizzi e José Mandarino, ambos do Centro Nacional de Pesquisa da Soja (Embrapa Soja), procurou identificar a concentração de isoflavonas em produtos à base de soja produzidos no Brasil. Foram analisados cinco tipos farinhas de soja, quatro tipos de proteínas texturizadas, dois extratos hidrossolúveis em pó e quatro tipos de formulados infantis. A distribuição do teor total de isoflavonas nos produtos analisados variou em função das condições de processamento, sendo a temperatura durante o desenvolvimento do grão o fator mais importante. Em farinha de soja e em proteína texturizada, por exemplo, predominaram os compostos malonil-conjugados enquanto que em extratos hidrossolúveis e formulados infantis predominaram os b-glicosídios. Em formulados infantis à base de soja, o teor de agliconas foi proporcionalmente superior ao apresentado pelas farinhas analisadas.

Ciência e Tecnologia de Alimentos vol. 24 – Nº 4 – Campinas – out./dez. 2004

Link para o artigo

Republicar