guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Estratégias

Otan reduz apoio a ciência

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) vai reduzir seu pequeno mas muito respeitado Programa de Ciência e incorporá-lo a seu departamento de relações públicas. A divisão científica da Otan, criada em 1958, apoiou pesquisas civis e militares de alta qualidade (Nature, 20 de março). Desde o fim da Guerra Fria concentrou-se em apoiar parcerias com cientistas de estados recém-incorporados da Europa Central e dos 22 “países parceiros” no Leste Europeu e Ásia Central.

De 2002 para 2003, no entanto, o orçamento do programa caiu de US$ 23 milhões para US$ 20 milhões, e no próximo ano esse dinheiro será incorporado pelo Departamento de Informação e Imprensa. A iniciativa preocupa alguns pesquisadores, que temem o esquecimento do programa. “A situação parece estável para o próximo ano, mas não estou muito otimista sobre o futuro”, diz Charles Buys, da Universidade de Groningen, que representa a Holanda no Comitê de Ciência da Otan.

Republicar