guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Genoma-Cana

Parceria necessária com a agroindústria

A cana-de-açúcar tem especial significado econômico para o Brasil, que lidera a lista dos 80 países produtores, garantindo 25% da produção mundial. No país são cultivados aproximadamente 5 milhões de hectares, que produzem mais de 300 milhões de toneladas de cana, utilizadas como matéria prima na produção de 14,5 milhões de toneladas de açúcar e 15,3 bilhões de litros de álcool.

O setor é responsável por cerca de 1 milhão de empregos diretos na área rural, e outros 300 mil diretos e indiretos na área industrial. Há 350 unidades industriais, todas privadas, e cerca de 50 mil produtores independentes de cana-de-açúcar. Em São Paulo, responsável por 60% da produção nacional, o agribusiness da cana movimenta R$8 bilhões por ano e proporciona 600 mil empregos diretos. Este estado é, em nível mundial, líder em competitividade (menor custo de produção) e em exportações de açúcar.

Não bastasse isso, a importância econômica da cana para São Paulo deve crescer muito em função de seu potencial para a produção de energia renovável. O volume de exportação de açúcar cresceu sensivelmente na década de 90, até os níveis atuais de cerca de 6 milhões de toneladas (previsão para a safra 1997/98). As receitas em divisas estão variando entre US$ 1,5 bilhão a US$ 1,8 bilhão por ano, o que representa cerca de 3,5% do total das exportações brasileiras.

Republicar