guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Patentes

Microlaboratórios de análises químicas
Processo desenvolvido no Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP) visa à obtenção de estruturas que funcionam como microlaboratórios. Por processo xerográfico ou de impressão a laser é obtido um filme polimérico com o toner impresso delineando o relevo da estrutura. Um outro filme é prensado ou laminado sobre a camada de toner, o que gera cavidades e canais que podem ser preenchidos com fluidos. Devido ao baixo custo da matéria-prima e de fabricação, essas estruturas podem ser úteis na confecção de dispositivos microfabricados descartáveis para análises de sangue, de água, de álcool combustível e de vinhos.

Título
Processo de Microfabricação Utilizando Toner como Material Estrutural
Inventor
Claudimir Lucio do Lago
Titularidade
USP/FAPESP

Nova técnica de obtenção de enzimas
Processo mais econômico de obtenção de enzimas, a partir de leveduras secas de panificação, para serem utilizadas em métodos analíticos. A técnica usada para obter enzimas demanda muitas etapas de purificação e, por isso, fica muito cara. Já o método desenvolvido na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Araraquara trabalha com preparação parcialmente purificada, que pode ser aplicada em ensaios de glicerol e etanol em vinho tinto e em mosto fermentado de caldo de cana. O grupo pretende continuar estudos os de purificações dessas enzimas nas preparações semipurificadas, além de tentar mudar o método enzimático para produzir leituras no comprimento de onda visível em vez de leituras no ultravioleta.

Título
Kit Econômico de Aplicação na Rotina Industrial para Ensaios de Glicerol, Malato e Etanol
Inventores
Edwill Aparecida de Luca Gattás, Cecília Laluce, Claudia Regina Cançado Sgorlon Tininis
Titularidade
Unesp/FAPESP

Substâncias com atividade antitumoral
Uma família de compostos com propriedades antitumorais, derivados de substâncias existentes na própolis brasileira, foi sintetizada pela equipe do professor José Agustin Quincoces Suárez na Universidade Bandeirante de São Paulo (Uniban). Dois desses compostos mostraram eficácia em células tumorais humanas em testes in vitro. Esses estudos foram realizados por João Ernesto de Carvalho na Divisão de Toxicologia e Farmacologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A próxima etapa prevê a realização de testes in vivo.

Título
Propriedades Antitumorais da 1,5-Bis (4-hidroxi-3-methoxi-fenil)-penta-1,4-dien-3-ona e Seus Derivados
Inventores
José Agustin Quincoces Suárez, João Ernesto de Carvalho, Heloiza Brunhari, Marcus Kordian, Klaus Peseke, Luciana Kohn e Márcia Antônio
Titularidade
Uniban/FAPESP

Republicar