Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Patentes

Inovações financiadas pelo Núcleo de Patenteamento e Licenciamento de Tecnologia (Nuplitec) da FAPESP. Contato: nuplitec@fapesp.br

Medição de luz simplificada
Pesquisadores do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP) criaram metodologia inédita para a calibragem de feixes de laser contínuo, em que a distribuição de energia apresenta um padrão de intensidade da luz mais fraco nas bordas e mais forte no centro. Lasers com esse perfil, chamados de gaussianos, são empregados em medidas ópticas, metrologia e em aplicações médicas. Pela nova técnica, será possível determinar o diâmetro ou o raio do feixe laser em qualquer posição ao longo de seu eixo de propagação. Com isso, os instrumentos podem ser compactados em pequenos aparelhos. Na verdade, compacto será o próprio aparelho desenvolvido para caracterizar feixes de laser.

Título
Determinação do Raio de um Feixe de Laser Gaussiano pela Técnica de Lente Térmica
Inventores
Mario José Politi, Marcos Eduardo Sedra Gugliotti e Maurício Baptista
Titularidade
FAPESP/USP

Material evita trincas
Um tipo de argamassa de cimento e areia modificada para ser utilizada como material de ligação entre duas peças pré-moldadas de concreto foi desenvolvida na Escola de Engenharia de São Carlos, da Universidade de São Paulo. Essa argamassa, que leva ainda em sua composição elementos selecionados para promover grande capacidade de deformação e alta tenacidade no material, tem a finalidade de transferir tensões de compressão, uniformes ou não, e, se for o caso, permitir pequenas rotações entre as peças, característica importante para evitar trincas. O material pode ser usado no lugar da camada de elastômero (borracha), que funciona como uma almofada porque é razoavelmente maleável e acomoda bem as irregularidades da superfície, promovendo uma distribuição de tensão mais uniforme.

Título
Processo para Execução de Ligações entre Elementos Estruturais de Concreto por Meio de Argamassa de Cimento e Areia Modificada e Respectivo Produto Resultante
Inventor
Mounir Khalil El Debs
Titularidade
FAPESP/USP

Proteínas protetoras
Polipeptídeos (pequenas proteínas) isolados a partir de diferentes espécies de vegetais, por uma equipe do Departamento de Bioquímica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), mostraram ser eficazes para inibir o crescimento do caruncho do feijão. O objetivo é alcançado com um composto que tem elevada eficiência no bloqueio da adesão celular em determinados substratos. Os pesquisadores procuram agora correlacionar estudos fisiológicos e bioquímicos para determinar sua aplicação na agricultura com o desenvolvimento de técnicas de controle de insetos predadores. Outra utilização, que merece maiores estudos, é sua ação como inibidor do crescimento de células tumorais.

Título
Peptídeo YLEPVARGDGGLA e seus Derivados
Inventores
Maria Luiza Vilela Oliva, Cláudio Sampaio e Misako Sampaio
Titularidade
 FAPESP/Unifesp

Correção: deu a entender que a técnica possibilitará a compactação de instrumentos emissores de laser. Na verdade, compacto será o próprio aparelho desenvolvido para caracterizar feixes de laser. Na nota faltou também o nome do terceiro inventor, Maurício Baptista.

Republicar