guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Mundo

Placebo aciona analgésicos naturais

Uma injeção inócua de água e sal não deveria amenizar a dor, mas a alivia quando quem a recebe imagina que ela pode ter ação analgésica. Acreditava-se que essa resposta “o efeito placebo” fosse apenas psicológica. Pode não ser. Jon-Kar Zubieta, da Universidade de Michigan, Estados Unidos, confirmou que um composto sem atividade farmacológica reduziu a dor por aumentar a liberação de analgésicos naturalmente produzidos pelo cérebro, as endorfinas. O pesquisador aplicou em 14 homens uma injeção dolorida e, em seguida, outra injeção de um composto que dizia ser capaz de aliviar a dor. Após a segunda injeção (uma solução de água e sal), os voluntários afirmaram sentir menos dor. Tomografias do cérebro dos participantes revelaram que os níveis de endorfina em áreas ligadas à percepção da dor foram mais elevados que o normal após a injeção placebo (Journal of Neuroscience). Segundo Zubieta, esses dados mostram que fatores cognitivos como a expectativa de alívio da dor podem modular estados físicos e emocionais ativando grupos específicos de neurônios do cérebro.

Republicar