guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

Economia

Políticas de emissões

Políticas de emissões

EDUARDO CESARQuantificar as emissões de CO2decorrentes do uso energético de gás natural, álcool e derivados de petróleo, em seis regiões brasileiras, e avaliar os impactos de eventuais políticas de controle de emissões. Esse é o objetivo do artigo Uso de combustíveis e emissões de CO2 no Brasil: um modelo inter-regional de insumo-produto, de Emerson Hilgemberg, professor do Departamento de Economia da Universidade Estadual de Ponta Grossa, e Joaquim Guilhoto, da Faculdade de Economia, Administração e Ciências Contábeis da Universidade de São Paulo. O trabalho identifica os setores-chave no que concerne às emissões e o efeito sobre a produção e o emprego de eventuais restrições à emissão de CO2. Também mostra, para seis regiões estudadas, a ligação entre o nível de atividade e as emissões de CO2, detalhando para cada um dos energéticos considerados a parcela das emissões totais em razão da demanda final, do consumo interindustrial e do consumo das famílias. Também são realizadas simulações para avaliar os efeitos de uma eventual restrição de emissões sobre os vários setores da economia, bem como os efeitos de um imposto sobre emissões. As regiões analisadas são Norte, Nordeste, Centro-Oeste, São Paulo, resto do Sudeste e Sul. “O Brasil vem apresentando taxas de crescimento de emissões significativas, as quais parecem estar ligadas ao aumento do uso do gás natural e à queda relativa na utilização do álcool”, aponta o estudo. “A melhor compreensão da relação entre os problemas das emissões e a atividade econômica são importantes para a formulação de políticas ambientais que caminhem para controlar o efeito estufa.”

Nova Economia – vol. 16 – nº 1 – Belo Horizonte – jan./abr. 2006

Link para o artigo

Republish