Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Dados

Publicações científicas por unidade da federação

  • Foram publicados 64.368 trabalhos científicos1 indexados na base Web of Science com pelo menos um autor sediado no Brasil, em 2019, representando aumento de 6,9% sobre o número de 2018, de 60.203. Este número corresponde a 2,8% da produção mundial, de 2,33 milhões de publicações
  • Autores sediados em São Paulo participaram de 26.463 publicações, o que representa 41% do total do país. Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Paraná seguem na lista de unidades da federação (UF), ordenadas pelo número de publicações com autores sediados na UF2
  • Levando em conta a população, o Brasil tem 30,6 publicações por 100 mil habitantes. O índice é o mesmo para a produção global de publicações científicas, de 30,3, originado de 2,33 milhões de publicações para uma população global de 7,67 bilhões de habitantes, no mesmo ano
  • Entre os países do grupo do Brics3, o Brasil se coloca atrás da Rússia, da China e da África do Sul, mas bem acima do índice da Índia, menor do que os de todas as UF brasileiras
  • O Distrito Federal lidera o índice relativo à população (98,2). Seguem-se o Rio Grande do Sul (72,6) e São Paulo (57,6), com forte presença das universidades estaduais paulistas
  • Essas UF, além de Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e Minas Gerais, apresentam índices acima daqueles dos países do Brics

 

Notas  (1)  Publicações indexadas nas bases Incites/Web of Science/Clarivate, dos tipos “Article”, “Proceeding Paper” e “Review”. Dados consultados em janeiro de 2021     (2)  A soma dos números das UF excede o total do Brasil, pois uma publicação pode contar com autores de mais de uma UF, sendo contada uma vez para cada UF     (3)  Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul

Fontes  Incites/Clarivate, IBGE/Brasil, Banco Mundial. Elaboração: Gerência de Estudos e Indicadores, FAPESP

Republicar