guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Qualidade industrial do trigo

EMBRAPAMelhoramento genético
O melhoramento genético para a qualidade industrial do trigo pode representar uma oportunidade de agregar valor de mercado aos produtos agrícolas, sendo este um dos cereais com maior associação entre a qualidade intrínseca e a remuneração ao agricultor. O objetivo do trabalho “Variabilidade genética em trigos brasileiros a partir de caracteres componentes da qualidade industrial e produção de grãos” foi determinar a variabilidade genética a partir de caracteres indicativos da qualidade industrial e o rendimento de grãos, e estimar o grau de associação entre estes caracteres em 22 genótipos de trigo. O experimento foi desenvolvido em área experimental pertencente à Universidade Federal de Pelotas, Capão do Leão (RS). Os resultados indicaram a provável existência de variabilidade genética para os caracteres em estudo. Cruzamentos artificiais envolvendo os genótipos BRS 208, Rubi e Safira podem ser os mais promissores no intuito de incrementar o ganho genético, tanto para a qualidade industrial quanto para a produtividade de grãos. Os resultados sugerem a possibilidade de obtenção de genótipos superiores para o rendimento de grãos sem comprometer a qualidade industrial. O trabalho foi realizado por Douglas André Mallmann Schmidt, da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel (Faem), Universidade Federal de Pelotas, Fernando Irajá Félix de Carvalho, Antônio Costa de Oliveira,  Ivandro Bertan, Igor Pirez Valério, Irineu Hartwig e Gustavo da Silveira, da Faem, José Antônio Gonzalez da Silva, da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, e Luiz Carlos Gutkoski, da Universidade de Passo Fundo.

Bragantia – vol. 68 – nº 1 – Campinas – 2009

Republicar