guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Rosto é a senha de acesso

Uma nova forma de reconhecimento do ser humano, pelo rosto, poderá em breve ser usada para liberar o acesso aos cofres de uma agência bancária ou mesmo a locais controlados, como presídios. Batizado de Projeto Sorface, esse sistema, coordenado pelo professor Jorge Muniz Barreto, do Departamento de Informática e de Estatística da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), permite reconhecer a face humana em três dimensões, da mesma maneira como é percebida pelo olho humano, enquanto os outros métodos existentes baseiam-se em imagens bidimensionais.

O modelo tridimensional obtido é comparado a outros previamente armazenados no banco de dados do computador. Para captar a imagem, são utilizadas uma câmera digital e uma lâmpada que funciona com uma espécie de rede sobre a fonte luminosa. A sombra da rede projetada sobre a face é deformada conforme o relevo do rosto. A partir das linhas da rede, um programa faz cálculos que fornecem o volume do rosto e o reconhecem numa fração de segundo.

Republicar