guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

sensor

Sensor separa cores da luz

timur shegai / univ. tecnologia chalmersEsquema de funcionamento da nanoantenatimur shegai / univ. tecnologia chalmers

Uma antena capaz de separar as cores azul e vermelha de um feixe de luz foi construída por pesquisadores da Universidade de Tecnologia Chalmers, na Suécia. A estrutura, menor do que o comprimento de onda da luz visível (entre 390 e 770 nanômetros), a rigor não seria capaz de dispersar a luz. Mas é exatamente isso o que a nanoantena faz. O truque empregado pelos pesquisadores foi construir a antena com composição assimétrica de materiais, criando mudanças de fase óptica. A estrutura consiste em duas nanopartículas, uma de prata e outra de ouro, dispostas sobre uma superfície de vidro e separadas por uma distância de cerca de 20 nanômetros. Essas nanopartículas têm propriedades ópticas diferentes, que possuem divergências de ressonâncias plasmônicas. O que significa que os elétrons livres nas nanopartículas – chamados plásmons de superfície – oscilam fortemente em sintonia com a frequência da luz. Os resultados podem levar a nanossensores ópticos, capazes de detectar concentrações muito baixas de gases, ou biomoléculas para diagnosticar doenças em uma fase precoce.

Republicar