Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Teste detecta soja transgênica

Como saber se um produto é ou não transgênico? Essa dúvida já pode ser elucidada por um teste desenvolvido no Brasil, capaz de detectar se um grão ou um subproduto de soja têm modificações genéticas. O teste, que possui similares somente fora do país, foi criado por pesquisadores do Instituto de Biotecnologia Aplicada à Agropecuária (Bioagro) da Universidade Federal de Viçosa (UFV), em Minas Gerais. A coordenação foi dos professores Maurílio Alves Moreira e Everaldo Gonçalves de Barros. A pesquisa identificou o gene de uma bactéria resistente ao herbicida glifosato que foi incorporado ao código genético da planta de soja. “Hoje, podemos identificar o DNA de qualquer material transgênico existente em outras espécies vegetais, como o milho”, informa Moreira.

Diversas empresas estão procurando a Agrogenética, empresa criada pelos professores na incubadora da UFV para comercializar a aplicação do teste. Embora a soja transgênica continue proibida no Brasil, a vigilância sobre esse produto é severa. “Empresas que exportam, principalmente para a Europa, nos procuram em busca de um laudo comprovando a negatividade transgênica.” Entre elas está uma que coleta amostras de navios de vários portos do País. O índice geral de detecção de soja modificada não chega a 10%. “São amostras de soja coletadas no porto de Rio Grande (RS), com produtos argentinos ou paraguaios”, esclarece Moreira. Grandes empresas como Carrefour, Nutrimental e Seara também pedem análises de matéria-prima de seus produtos e da ração que alimenta os animais comercializados por elas.

Republicar