guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Brasil

Testes em alta vibração

O Laboratório de Integração e Testes (LIT) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) possui, desde o final do ano passado, uma câmara acústica reverberante para realizar testes que simulam o ambiente de vibração intensa produzido pelos motores dos foguetes durante o lançamento de satélites. Nessa fase, o nível de ruído é capaz de causar avarias em componentes desses veículos espaciais.

A câmara tem capacidade para produzir ruídos de até 156,5 decibéis, conseguidos com uma descarga de 6 quilos de nitrogênio gasoso por segundo. Do lado de fora, no entanto, o barulho ficará no máximo em 90 decibéis, limite tolerável para o ouvido humano. Para isso, paredes, piso e teto têm estrutura em concreto armado, com 50 centímetros de espessura.

Além de atender às necessidades do programa espacial brasileiro, a câmara também poderá ser usada pela indústria aeronáutica para testes de estruturas e revestimentos da fuselagem de aviões. A câmara foi construída pela Promon Engenharia, por meio de um contrato firmado com a empresa norte-americana Wyle Laboratories, responsável pelo projeto.

Republicar