guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Mundo

Um cérebro na barriga

Um cérebro no alto da medula espinhal e outro, o sistema nervoso entérico, escondido entre as vísceras. Por que não? Segundo Michael Gershon, coordenador do departamento de anatomia da Universidade de Columbia, Estados Unidos, a conexão entre os dois é bastante clara (New York Times, 23 de agosto). Quem já sentiu um frio na barriga antes de falar em público ou o intestino solto antes de uma prova difícil concordará com ele. Sinais de ansiedade, depressão, úlceras e mal de Parkinson surgem tanto na mente quanto no intestino. Medicamentos para um dos cérebros podem atingir o outro: antidepressivos, por exemplo, causam problemas gástricos em um quarto das pessoas tratadas. O também chamado pequeno cérebro também se vale, como o grande, de uma rede própria de circuitos neurais, neurotransmissores e proteínas para cumprir seu papel: administrar a digestão, do esôfago até o intestino.

Republicar