guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

alergias

Um novo olhar sobre as alergias

A pesquisa sobre alergia e asma tem trilhado um caminho equivocado há décadas, diz o pesquisador Stephen Holgate, da Faculdade de Medicina da Universidade de Southampton, Inglaterra. Para o médico, a ênfase dos estudos está excessivamente centrada em tentar entender o papel da imunoglobulina E (IgE), o anticorpo que parece ser o responsável pela sensibilidade exacerbada do sistema imunológico desses pacientes. Essa abordagem, na visão de Holgate, produziu poucos benefícios em termos de novos tratamentos para a asma e a alergia (Nature, 24 de novembro). Parte desse insucesso, diz o médico, deriva das limitações inerentes aos estudos feitos com  os modelos animais dessas doenças. Essas pesquisas conduzidas em roedores e primatas têm sido o principal pilar dos esforços que buscam  produzir novidades na área. Há, no entanto, um problema: o que parece funcionar nos animais não se revelou tão útil na hora de transferir esse conhecimento para a prática médica em seres humanos, segundo o cientista britânico. Por isso, ele defende que os novos trabalhos sobre alergia e asma tenham como foco prioritário estudar as manifestações dessas doenças nas próprias pessoas. “O modelo atual para descobrir grandes drogas é insustentável”, afirma Holgate. “É preciso também uma nova forma de colaboração, mais aberta e confiável, entre a academia e a indústria.”

Republish