guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Um novo Vênus nas lentes de Chandra

O Observatório Chandra, da Nasa, conseguiu captar a primeira imagem de raios X de Vênus, trazendo novas informações a respeito da atmosfera do planeta chamado pelos astrônomos de “irmão” da Terra, em razão das semelhanças de dimensão, massa, densidade e volume. Vênus vista em raios X é parecida com Vênus na luz visível, mas há significativas diferenças.

Nos raios X, o planeta é ligeiramente menor e mais brilhante nas extremidades, resultado da própria constituição atmosférica. Enquanto a luz óptica é causada pelo reflexo de nuvens que ficam 50 a 70 quilômetros da superfície, os raios X são produzidos por radiação fluorescente do oxigênio e outros átomos na atmosfera entre 120 e 140 quilômetros acima da superfície do planeta.

“Temos, agora, a incrível possibilidade de usar observações de raios X para estudar regiões na atmosfera de Vênus que são difíceis de investigar por outros meios”, diz o coordenador da pesquisa Konrad Dennerl, do Instituto Max Planck para Física Extraterrestre, da Alemanha.

Republicar