guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Homenageados

Uma centena e meia de brasileiros que ajudaram a construir C&T no país

Nomear todos os cientistas importantes para a história brasileira, seria impossível. Daí a amostra.

Registramos os nossos agradecimentos a Eleutério F. S. Prado, professor titular da FEA- SP, e a Francisco C. Polcino Milies, professor titular do IME-USP, pela colaboração prestada ao trabalho.

Séculos XVI, XVII e XVIII

Alexandre Rodrigues Ferreira
André João Antonil (João Antônio Andreoni)
Antônio Francisco Lisboa
Antônio Pires da Silva Pontes
Bartolomeu de Gusmão
José Bonifácio de Andrada e Silva
José Mariano da Conceição Velloso
Manuel Ferreira da Câmara Bittencourt e Sá

Século XIX

André Rebouças
Alberto Santos Dumont
Arthur Ramos
Christiano Benedito Ottoni
Domingos Freire
Euclides da Cunha
Francisco Freire Alemão
Honório Bicalho
João Barbosa Rodrigues
Joaquim Gomes de Souza
Joaquim Nabuco
José Maria da Silva Paranhos
Ladislau Neto
Madame Durocher
Otto de Alencar
Roberto Landell de Moura
Rui Barbosa
Sílvio Romero

Século XX

Adolpho Lutz
Adriano Marchini
Alberto Pereira de Castro
Alcides Carvalho
Alfredo Bosi
Alice Canabrava
Álvaro Alberto
Álvaro Osório de Almeida
Amoroso Costa
André Dreyfus
Ângelo Costa Lima
Anísio Teixeira
Antônio Cândido de Mello e Souza
Antônio Francisco de Paula Souza
Arnaldo Vieira de Carvalho
Ary Torres
Arthur Neiva
Aziz Ab’ Sáber
Berta Lutz
Caio Prado Júnior
Cândido Lima da Silva Dias
Carlos Chagas
Carlos Chagas Filho
Carlos da Silva Lacaz
Casimiro Montenegro Filho
Carolina M. Bori
Celso Furtado
Cesare G. M. Lattes
Crodowaldo Pavan
Darcy Ribeiro
Djairo Guedes de Figueiredo
Elisiário Távora
Elon Lages Lima
Emília Viotti da Costa
Emílio Baumgarten
Ernest Giesbrecht
Ernesto L. Fonseca da Costa
Euryclides de Jesus Zerbini
Eurípedes Simões de Paula
Fernando de Azevedo
Fernando Luís Barbosa Lobo Carneiro
Florestan Fernandes
Francisco João Humberto Maffei
Francisco José de Oliveira Viana
Francisco Lara
Francisco Mauro Salzano
Francisco de Paula Ramos de Azevedo
Francisco Prestes Maia
Francisco Saturnino de Brito
Frederico Abranches Brotero
Frederico Carlos Hoene
Gilberto Freyre
Gioconda Mussolini
Giuseppe Cilento
Gustavo Capanema
Hélio Jaguaribe
Henrique Morize
Henrique Rocha Lima
Hyppolito Pujol Junior
Ivo Jordan
Jacob Palis
Joaquim Costa Ribeiro
João Batista Vilanova Artigas
João Capistrano de Abreu
Johana Döbereiner
José Honório Rodrigues
José Leal Prado
José Leite Lopes
José Maria de Toledo Malta
José Reis
José Ribeiro do Valle
José de Souza Martins
Josué de Castro
Lélio Gama
Leopoldo Nachbin
Lourenço Filho
Lúcio Costa
Luís da Câmara Cascudo
Luiz de Anhaia Mello
Luiz Flores de Moraes Rego
Luiz Freire
Manfredo Perdigão do Carmo
Manuel Correia de Andrade
Maria Isaura Pereira de Queiroz
Marcelo Damy de Souza Santos
Mario Schenberg
Mário Henrique Simonsen
Maurício Mattos Peixoto
Maurício da Rocha e Silva
Miguel Osório de Almeida
Miguel Siegel
Milton Santos
Milton Vargas
Nelson Werneck Sodré
Newton Freire Maia
Nilo de Andrade Amaral
Nise da Silveira
Octávio Ianni
Olímpio Fonseca
Omar Catunda
Oscar Niemeyer
Oswaldo Cruz
Otávio Marcondes Ferraz
Othon Leonardos
Otto Gotlieb
Pandiá Calógeras
Paschoal Senise
Paulo Freire
Paulo Sá
Paulo Sawaya
Pontes de Miranda
Raimundo Nina Rodrigues
Raymundo Faoro
Renato Fonseca Ribeiro
Roberto Cardoso de Oliveira
Roberto Simonsen
Rogério Cezar de Cerqueira Leite
Sérgio Buarque de Holanda
Simão Mathias
Telêmaco Macedo van Langendonck
Teodoro Ramos
Vital Brazil
Walter Mors
Wilson Teixeira Beraldo

Indicações bibliográficas

ALMEIDA, B. Hamilton. O Outro Lado [da História] das Telecomunicações: A Saga do Padre Landell. Porto Alegre, Sulina/ARI, 1983.

ANTUNES, J. L. et allii (org.). Instituto Adolfo Lutz-100 anos do Laboratório de Saúde Pública. SP, IAL/Letras e Letras, 1992.

AZEVEDO, Fernando de. (org.). As ciências no Brasil. SP, Ed. Melhoramentos, s/d.(2 vols.).

BANDECCHI, Brasil, ARROYO, Leonardo, ROSA, Ubiratan. Novo Dicionário de História do Brasil. São Paulo, Melhoramentos, 1971.

BELLUZZO, Ana M. (coord.). O Brasil dos Viajantes. SP, Metalivros, 1994 (2 vols.).

BENCHIMOL, Jaime L. (coord.). Manguinhos: do sonho à vida. RJ, Casa de Oswaldo Cruz, Fiocruz, 1990.

CARMO, Vitú do e ALVIM, Zuleika. Chão fecundo: 100 anos de história do Instituto Agronômico de Campinas. SP, Grifo Projetos Históricos e Editoriais, 1987.

CARVALHO, José M. de. A Escola de Minas de Ouro Preto. O peso da glória. SP, Cia Ed. Nacional, 1978.

D’INCAO, Maria Ângela (org.). O Saber Militante: Ensaios sobre Florestan Fernandes. Rio de Janeiro, Paz e Terra, São Paulo, UNESP, 1987.

FALCÃO, Edgard de Cerqueira. O Pioneirismo dos Brasileiros na Conquista do Ar. São Paulo, s/e, 1969.

FERNANDES, Ana M. A construção da ciência no Brasil e a SBPC. Brasília, Ed. Unb/Anpocs/Cnpq, 1990.

FERNANDES, Florestan. A Etnologia e a Sociologia no Brasil. SP, Anhembi, 1958.

FERRI, Mário G. e MOTOYAMA, Shozo (orgs.). História das Ciências no Brasil. SP, EPU/Edusp, 1979 (3 vols.).

FIGUEIRÔA, Maria S.F.M. As ciências geológicas no Brasil: uma história social e institucional (1875-1934). SP, Hucitec, 1996.

FORNARI, Ernani. O “Incrível” Padre Landell de Moura. Porto Alegre, Globo, 1960.

GAMA, Ruy. Engenho e Tecnologia. SP, Duas Cidades, 1983.

KATINSKY, Julio R. Um guia para a História da Técnica no Brasil Colônia. SP, FAU-USP, 1976.

LOPES, Maria M. O Brasil descobre a pesquisa científica – os museus e as Ciências Naturais no século XIX. SP, Hucitec, 1996.

LOUREIRO, Maria R.(org.). 50 anos de ciência econômica no Brasil. RJ, Vozes, Fipe, 1997.

MANTEGA, Guido. A economia política brasileira. Petrópolis/RJ, Pólis/Vozes, 1984.

MICELI, Sérgio (org.). História das ciências sociais no Brasil. SP, Idesp/Fapesp, 1995 (2 vols.).

MOREL, Maria R. Ciência e Estado: a política científica no Brasil. SP, Ed. T. A Queiroz, 1979.

MOTOYAMA, Shozo (org.) Tecnologia e Industrialização no Brasil – Uma perspectiva histórica. SP, Edunesp/Ceeteps, 1994.

MOTOYAMA, Shozoe GARCIA, João Carlos Vítor(orgs.). O Almirante e o Novo Prometeu: Álvaro Alberto e a CeT. São Paulo, Editora da Universidade Estadual Paulista, Centro Interunidade de História da Ciência e da Tecnologia, 1996.

MUNDIM, Vânia S. Ciência e Sociedade no Brasil. SP, Ed. Símbolo, 1978.

QUEIROZ, Francisco Assis de. A Revolução (Micro)Eletrônica: Pioneirismos Brasileiros e Utopias Tecnotrônicas. Tese de Doutorado, FFLCH/USP, 1999.

REIS FILHO, Nestor G. Contribuição ao Estudo da evolução urbana no Brasil (1500/1720). SP, Pioneira, 1968.

RIBEIRO, Maria A. História, Ciência e Tecnologia-70 anos do Instituto Biológico de Defesa da Agricultura 1927-1997. SP, 1997.

RODRIGUES, José Honório. Teoria da história do Brasil. SP, Cia Ed. Nacional, s.d.

SCHWARTZMAN, Simon. A formação da comunidade científica brasileira. SP, Cia. Ed. Nacional/Finep, 1979.

SOUZA, Maria Lúcia de Barros Mott de Melo. Partos, Parteiras e Parturientes: Mme. Durocher e sua Época. Tese de Doutorado, FFLCH/USP, 1998.

STEPAN, Nancy. Gênese e evolução da ciência brasileira: Oswaldo Cruz e a política de investigação científica e médica. RJ, Artenova, 1976.

TEIXEIRA, Luiz A. Ciência e saúde na terra dos bandeirantes: a trajetória do Instituto Pasteur no período de 1903-1916. RJ, Fiocruz, 1995.

TELLES, Pedro Carlos da Silva. História da Engenharia no Brasil – séculos XVI a XIX. RJ, LTC, 1984.

TELLES, Pedro Carlos da Silva. História da Engenharia no Brasil- século XX. RJ, Clavero Editoração/Clube de Engenharia, 1993.

TOLEDO, Benedito L. de. O Real Corpo de Engenheiros da Capitania de São Paulo. SP, João Fortes Eng.ª, 1983.

VARGAS, Milton (org.). História da Técnica e da Tecnologia no Brasil. SP, Edunesp/Ceeteps, 1994.

VARGAS, Milton (org.). Contribuições para a história da engenharia no Brasil. SP, Epusp, 1994.

VASCONCELOS, Augusto C. de. O concreto armado no Brasil: recordes, realizações, história. SP, Copiare, 1985.

Republicar