guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Financiamento

Vietnã contra a fuga de cérebros

O Vietnã está preparando um plano para atrair cientistas que deixaram o país a fim de reforçar a capacidade científica do país. O esquema deverá ser baseado na oferta de pacotes salariais vantajosos, além de novos fundos para projetos de pesquisa, equipamentos e laboratórios. O Ministério da Educação vietmanita planeja investir US$ 8 milhões na fase inicial do programa, mas a previsão é que sejam aplicados US$ 40 milhões na iniciativa nos próximos oito anos. O dinheiro será direcionado para as 20 principais universidades e institutos de pesquisa do país, concentrados nas cidades de Hanói e Ho Chi Minh. O governo do Vietnã estima que cerca de 300 mil cidadãos com formação acadêmica trabalhem no exterior, com experiência em setores que vão da microeletrônica à aviação. Nguyen Quoc Binh, diretor do Centro de Tecnologia Biológica em Ho Chi Minh City, disse à agência SciDev.Net que, para o programa dar certo, é necessário que o salário oferecido aos expatriados seja de pelo menos US$ 1 mil mensais, o equivalente ao pago por países vizinhos como a Malásia e a Tailândia para atrair de volta pesquisadores radicados no exterior.

Republicar